Dia 2 – NOSSA ORAÇÃO

“Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.”
Mateus 6:9-13

Um dia, um dos discípulos de Jesus vieram pedindo a Ele: “Senhor, ensina-nos a orar” (Lucas 11:1). Jesus respondeu, orando uma oração que hoje chamamos A Oração do Senhor.
Aparecendo duas vezes nas escrituras (Lucas 11:2-4 e Mateus 6:9-13), a versão mais conhecida em Mateus começa: “Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome…” e você provavelmente pode terminar o resto. Esta oração incrivelmente famosa é memorizada e recitada por milhões em todo o mundo. Ela tem sido mostrada em inúmeros filmes, programas de TV, livros e músicas. A Oração do Senhor é tão famosa e amplamente citada, que muitas pessoas pensam nisso como apenas uma velha oração do passado. Na verdade, muitas pessoas têm-na recitado mais e
mais, ela tornou-se quase banal. E porque a conhecemos tão bem, nós nem sempre pensamos sobre o que ela realmente significa.
Talvez o título seja parte do problema. Sim, as palavras desta oração são do Senhor, mas Ele a fez como um modelo para os discípulos. “A oração dos discípulos” seria talvez um título melhor. Ou, se você der um passo adiante, você poderia até chamá-la de “Nossa Oração”, porque a forma como Jesus instruiu Seus discípulos a orar se aplica a nós hoje, tanto como a fazia até então. Esta é a “Nossa Oração” do Senhor. É o que o Senhor quer que oremos. Esta oração não é apenas uma frase célebre do passado… é verdade poderoso que deve definir a forma como vivemos no presente.
Quando chamamos Deus de “Pai Nosso”, e proclamamos que Seu nome é santificado, estamos colocando-nos debaixo de Sua autoridade. Estamos dizendo que Ele vem em primeiro lugar.
Quando oramos “Venha o teu reino” e “Seja feita a tua vontade”, estamos convidando o nosso Pai Celestial para trabalhar com toda a Sua autoridade em nossas vidas e nas vidas daqueles ao nosso redor. Como Jesus, nós estamos dizendo que queremos estar interessados em seus negócios (Lucas 2:49).
Quando pedimos a Ele que “O pão nosso de cada dia nos dá hoje”, estamos dizendo que nós cremos que Ele proverá as nossas necessidades diárias. Nós não temos que nos preocupar com o amanhã, porque Ele está cuidando do hoje. E Ele vai continuar a cuidar de nós e nos guiar nos dias que se seguem, porque Ele sabe exatamente o que precisamos.
Oramos “perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores”, porque, tendo sido nós os destinatários do amor incondicional e perdão do nosso Pai, estamos a amar, perdoar e viver num relacionamento correto com os outros.
Porque temos nos submetido a Sua autoridade perfeita, pedimos que Ele “não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal”. Nós não queremos ser parte da qualquer coisa que vá contra a Sua vontade.
Esta oração nos dá os princípios básicos de como devemos nos relacionar com Deus e com os outros.
O que é realmente fascinante acerca desta oração é o seu comprimento. Em apenas algumas frases curtas, Jesus deu a Seus discípulos e a nós, Seus seguidores,  uma oração que contém as coisas mais importantes que precisamos saber e crer. Ele colocou tanto dentro desta pequena oração, e nós mal começamos a arranhar a superfície. Então, da próxima vez que ouvir ou dizer a Oração do Senhor, saiba que é também a sua oração. Faça esta oração a Ele, com todo o seu coração, sabendo que é assim que Ele o chamou para orar.

“Mesmo tendo Jesus ensinado seus discípulos a oração [A Oração do Senhor] em hebraico, em um cenário totalmente diferente de quase dois milênios atrás, as petições contidas nesta breve oração transcendem o tempo e são apropriadas para o discípulo dos tempos modernos. Hoje, talvez mais do que nunca, os seguidores de Jesus precisam ser desafiados novamente a responder a Sua mensagem atemporal.”  Brad-H. Young

ORAÇÃO
Senhor, obrigado por me mostrar como eu deveria orar. Ajuda-me a fazer da Oração do Senhor minha própria oração para Ti. Enquanto eu oro da maneira que tens me mostrado, revela-me mais de Ti e de Tua verdade para mim. Em nome de Jesus, amém.

ATIVAÇÃO
Leia a Oração do Senhor e deixe cada linha se aprofundar.
Ao longo dos próximos dias, ore-a em voz alta.

Para um estudo mais aprofundado: Mateus 6:7-13, Mateus 6:25-34, Lucas 2:49, Lucas 11:2-4, João 13:34-35.

Uma resposta em “Dia 2 – NOSSA ORAÇÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s