EM NOME DE JESUS – Devocional da Gateway Church

EM NOME DE JESUS – IN JESUS’ NAME
Copyright © 2012 POR Gateway Create Publishing.

Escrito por Mary Jo Pierce, Josh Coad, Stacy Burnett e Joyce Freeman com colaborações de Christy Atkinson e Kathy Overton
Editado por Stacy Burnett, Joyce Freeman, Shea Tellefsen and S. George Thomas
Direção de Criação Paul Sirmon
Design e Layout Jeremy Tyson

Tradução para o português Franklin Carlos

Anúncios

Posts Recentes

† = ♡

clove2

Graça e paz, galera!

Vamos para o 1º post de 2015?
Já estava com saudades, mas vamos lá, direto e sem rodeios.

Nesses últimos dias eu tenho pensado bastante e tenho descortinado uma nova perspectiva ao falar de morte. Não a morte de um ente querido. Sei que falar de morte é algo, naturalmente, desagradável. Ninguém gosta de falar de morte. Mas trago aqui a morte com o amor em seu pano de fundo, a morte motivada simplesmente pelo amor.
Parece um absurdo, uma idéia desconexa, algo sem o menor sentido.
Bem, eu já entro falando da maior prova de amor que o mundo já viu, onde Jesus Cristo entregou Sua própria vida para morrer crucificado por uma humanidade que não merecia. This is Love! Isso é amor!

Ao olhar para a minha vida hoje, ainda vejo que não sou merecedor, mas de graça eu tenho aprendido a receber essa GRAÇA todos os dias. Meu coração fica constrangido e tão pequeno, e sei que não há nada que eu faça para retribuir por completo esse amor que a mim foi demonstrado, serei sempre devedor. Nada do que você fizer poderá retribuir o amor que Jesus demonstrou à você ao morrer pela sua vida, para te redimir do pecado, da culpa, da condenação à morte eterna.

Pensando nisso tudo eu cheguei à conclusão de que o mínimo que posso fazer para honrar e responder à essa prova de amor é me entregar à morte também.
Você me pergunta: Como assim, Franklin?
Eu te respondo. Pense comigo:
Em Marcos 8:34 Jesus disse para uma multidão e para Seus discípulos: “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.”
O que é negar a si mesmo senão for morrer para si mesmo, morrer para suas próprias opiniões, morrer para seu velho estilo de viver?

[pausa para reflexão]

Estamos vivendo os últimos dias, e uma das coisas que as Escrituras dizem é:
“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus.”
| 2 Timóteo 3:1-4

Veja só: Amantes de si mesmos. Mais amigos dos deleites do que amigos de Deus.
Será que toda essa descrição não se encaixa em nossa vida também?

[pausa para reflexão]

Então, se Jesus Cristo morreu por mim, é minimamente justo que eu também “morra” por Ele em resposta à esse amor.
De verdade, eu quero poder declarar e quero que você também possa declarar como Paulo, de um modo sincero, sem restrições: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” | Gálatas 2:20

Espero que o Espírito Santo tenha ministrado ao seu coração essa nova perspectiva sobre a morte com o amor em sua motivação e razão.

Forte abraço!

Me encontre no Facebook >>> facebook1

  1. Liberdade, ainda que tardia! Deixe uma resposta
  2. From the inside out Deixe uma resposta
  3. De dentro para fora Deixe uma resposta
  4. Aos que estão em evidência 6 Respostas
  5. O Amor pela Casa de Deus Deixe uma resposta
  6. PARCERIA = Isto é Amor! #THIS IS LOVE 1 Deixe uma resposta
  7. Entendendo o Agora Deixe uma resposta
  8. Expectativas 2 Respostas
  9. Os números de 2012 Deixe uma resposta